• Start
  • blog hello
  • Melhores nootrópicos para concentração
  • Melhores nootrópicos para concentração

    hellorain™
    14 Oct 2023
    Melhores nootrópicos para concentração

    conheça os nootrópicos mais indicados para quem quer aumentar o foco

    às vezes, não é nada fácil sentar e ter que se concentrar em determinada tarefa até que ela esteja finalizada. ou então, você apenas tem buscado alternativas para melhorar a sua produtividade, de forma a otimizar o máximo do seu tempo. com isso, o uso de substâncias que estimulam a mente e aumentam a concentração avança em ambientes competitivos, seja no trabalho ou nas universidades.

    para uma substância ser considerada nootrópica, ela  precisa aprimorar a função cognitiva – memória, concentração, aprendizagem, funções executivas – além de ter baixa toxicidade e poucos efeitos secundários.

    dentre os diversos nootrópicos no mercado, existem desde compostos químicos, encontrados apenas em farmácias com a apresentação de receita, até aminoácidos e vitaminas presentes nos alimentos ou em suplementos naturais.

    sendo assim, separamos para você os principais nootrópicos utilizados para quem quer aumentar a concentração.

    nootrópicos naturais para a concentração

    • cafeína

    através da redução da atividade da adenosina, a cafeína aumenta a concentração de noradrenalina, provocando um efeito estimulante no sistema nervoso central. Desse modo, acontece um aumento da capacidade de direcionar e manter o foco em um determinado estímulo, por exemplo, nos estudos ou em uma tarefa do trabalho.

    a cafeína é um dos nootrópicos mais antigos e mais utilizados. porém, é importante lembrar que em doses muito elevadas, ela pode levar ao aumento da pressão arterial, ansiedade, insônia e problemas gastrointestinais, sendo assim, o recomendado é tomar de 150 até 300 mg por dia.

    • l-tirosina

    a l-tirosina é um aminoácido precursor da dopamina, ou seja, para que haja produção de dopamina é necessário que tenha quantidade suficiente deste aminoácido, caso contrário, haverá uma queda da produção. e, como vimos, a dopamina é um dos principais neurotransmissores envolvidos na concentração. além de aumentar o foco, este aminoácido auxilia na melhora da memória e do humor, além de reduzir os efeitos adversos do estresse.

    • complexo b

    as vitaminas do complexo b são necessárias para o funcionamento de enzimas envolvidas em diversas reações no corpo, inclusive, na produção da dopamina e de atp (molécula de energia utilizada para que o corpo funcione). com isso, elas têm sido associadas ao aumento da concentração, portanto, sendo considerada um nootrópico natural. vale lembrar que ela pode ser encontrada em várias fontes de alimentos, como frutas, vegetais, carnes etc.

    além de tudo, evitam o acúmulo de homocisteína, aminoácido que está associado com surgimento de doenças como o avc, e, assim, contribuem para a produção dos neurotransmissores e manutenção do humor.

    medicamentos para a concentração

    • modafinil

    o modafinil foi criado para combater a narcolepsia, uma doença que a pessoa mesmo após uma noite tranquila de sono,  durma nas situações mais inusitadas, como dirigindo um automóvel ou operando uma máquina, o que traz um risco para o indivíduo. mas logo militares se interessaram nesse medicamento quando descobriram que ele é capaz de manter uma pessoa acordada durante 60 horas.

    isso acontece devido ao seu mecanismo de ação estar associado à histamina, um neurotransmissor que regula o sono. sendo assim, o modafinil aumenta as concentrações da histamina, além de outros neurotransmissores como a dopamina, norepinefrina, acetilcolina e serotonina, produzindo um estado de concentração calmo, o qual envolve o pensamento criativo e a capacidade de resolver os problemas, reduzindo a impulsividade, ao invés de um sentimento de tensão, como alguns nootrópicos para concentração.

    existem muitos estudos em pessoas saudáveis utilizando o modafinil, mostrando ter resultados positivos na concentração e cognição, com pouquíssimos efeitos colaterais, sendo que a insônia teve uma incidência apenas 2% maior que o grupo que não usou este nootrópico.

    ritalina

    na verdade, o nome é metilfenidato, mas todos o conhecem pelo seu nome comercial: ritalin ou ritalina. ele já era utilizado para turbinar o cérebro desde a segunda metade da década de 50. sabe-se que este medicamento é capaz de inibir a recaptação de dopamina, um neurotransmissor que está ligado à capacidade de concentração e funções executivas, como o raciocínio, tomadas de decisão etc. desse modo, a ritalina mantém este neurotransmissor agindo por mais tempo, fazendo com que haja aprimoramento na cognição.

    mas o principal problema é que ela pode apresentar efeitos colaterais graves, como problemas cardíacos, alucinações, surtos psicóticos e vícios.

    selegilina

    este, por sua vez, age inibindo de forma irreversível uma enzima chamada mao-b, a qual é responsável por degradar a dopamina e norepinefrina. sendo assim, o corpo tem que fabricar outra mao-b para passar o efeito do selegiline. ainda, têm-se mostrado propriedades neuroprotetoras, além de diminuir a queda da concentração da dopamina que vem com a idade, mas com alguns efeitos colaterais, como náuseas, enjoos, fraqueza, dor abdominal, confusão, alucinações, sensação de boca seca, sonhos vividos e discinesias.

    aderall

    aumentando a produção e diminuindo a degradação de neurotransmissores, como a dopamina, norepinefrina e serotonina, o aderall é um estimulante do sistema nervoso central e, ainda, é uma mistura de sais de anfetamina utilizados para aumento da concentração em indivíduos com tdah (transtorno de déficit de atenção e hiperatividade) ou narcolepsia. porém, assim como os anteriores pode causar alguns efeitos colaterais, como convulsões, arritmia e ansiedade.

    
    precisando de uma forcinha quando o assunto é concentração? hellobrain é um nootrópico natural que pode te ajudar nesta missão!

    Share this post

    hellorain™
    14 Oct 2023